as filmadoras são uma inovação bastante nova, tendo sido desenvolvidas apenas nas últimas duas décadas, no entanto, esse desenvolvimento foi rápido. Os primeiros dias de filmadoras viram imensas máquinas montadas em plataformas de rodas movidas desajeitadamente pelos estúdios de TV. Ao longo de um período de anos, a indústria começou a tornar suas câmeras mais versáteis, o que iniciou um processo que veria a filmadora mudar a maneira como vemos o mundo. De fita a conteúdo digital, as filmadoras estão lá para capturar todas as ocasiões. A Internet desempenhou seu papel na democratização do conteúdo de vídeo, e o negócio de câmeras de vídeo continua evoluindo.

Câmeras de vídeo de TV

as filmadoras originais chegaram aos estúdios de TV no final dos anos 1950. a primeira filmadora usou tubos de vácuo que ficariam incrivelmente quentes por um período de tempo. À medida que a inovação acelerou, os tubos tornaram-se cada vez menores, o que permitiu que as câmeras, por sua vez, ficassem menores. Eventualmente, os tubos em Filmadoras foram substituídos por componentes de estado sólido e as filmadoras de TV tornaram-se altamente portáteis. Devido a isso, temos a capacidade de capturar Notícias à medida que isso acontece e eventos que, de outra forma, não seriam vistos.

Filmadoras

as filmadoras originais tiveram que ser anexadas a máquinas de fita para permitir a captura de imagens. Apesar do fato de que isso restringia exatamente o quão longe as câmeras poderiam ir, criou entusiasmo entre o mercado doméstico. No final dos anos 1970, a luta entre as empresas de fita VHS e Betamax foi intensa e filmadoras foram produzidas para ajudar ambos os lados a vencer a guerra do formato. Em 1982, a Sony efetivamente distribuiu a primeira câmera Betamax para organizações de notícias e introduziu o início de câmeras de vídeo compactas. Em 1983, a Sony refinou sua câmera Betamax para o mercado de clientes e o gadget se tornou muito popular. Em 1985, a Panasonic lançou sua câmera de vídeo VHS, que se tornou ainda mais popular (supostamente devido à sua aceitação pela indústria pornográfica). No final, o formato Betamax foi descartado em vez de VHS, e filmadoras de fita foram logo aparecendo em casas em todo o mundo.

Câmeras de Vídeo Digitais

a Sony também foi a primeira a lançar uma câmera totalmente digital com sua câmera D1 em 1986. A filmagem D1 foi descompactada, no entanto, o que significava que estava restrita na quantidade de vídeo que poderia realmente gravar em uma fita solitária. Em 1993, a Ampex lançou a primeira câmera de vídeo digital compactada chamada DCT, que permitia que horas de gravação de vídeo fossem feitas em uma fita. Essa inovação resultou em uma série de produtos e desenvolvimento da Sony, Panasonic e outros. As câmeras estavam ficando menores, mas a qualidade e a resolução estavam melhorando devido às técnicas de compressão.

Top Notch Digital

um salto colossal em frente na inovação camcorder aconteceu em 2000, quando a Sony desenvolveu um novo formato que suportava vídeo de alta definição. Essa inovação mudaria completamente a face da produção de vídeo e resultaria em imagens de TV vintage parecendo muito embaraçosas para um público moderno.

não há mais Fita

em 2003, a Sony mudou a indústria novamente lançando o primeiro gravador digital sem fita. Para começar, o Sony XDCAM era incrivelmente caro – mas os preços logo caíram. Em 2006, Sony, Panasonic e outros organizadores estavam produzindo formatos sem fita para os mercados profissional e de consumo.

cartões SD e o futuro

Sony e Panasonic forjaram o caminho para o vídeo digital sem fita e, em seguida, as inovações foram reduzidas ao ponto em que o vídeo HD ficou disponível no smartphone. Outra grande inovação foi a chegada dos cartões SD pela SanDisk, que permitiu que horas de Vídeo HD fossem gravadas, removidas e substituídas da câmera de vídeo tão fácil quanto a torta. Este estagiário deu lugar ao MicroSD-um formato semelhante, mas muito menor, permitindo que os cartões SD sejam colocados em smartphones modernos para ainda mais armazenamento de vídeo. Inovações mais recentes incluíram 3D em 2010 e 4K Ultra HD para filmadoras e dispositivos menores.